Maior mineradora de cobre do mundo corta emissões de carbono em 70% até 2030


A mina de cobre a céu aberto de Chuquicamata foi movida para o subsolo em 2019. (Imagem da Codelco).

A Codelco do Chile, maior produtora de cobre do mundo, traçou planos de sustentabilidade em cinco áreas de ação para suas operações e projetos, incluindo metas para reduzir as emissões de carbono em 70%, reduzir o consumo de água no interior em 60% e reciclar 65% de seus resíduos industriais em 2030.

A mineradora estatal, que em 2017 planejava vender “cobre verde” a um preço premium para clientes que usam práticas mais sustentáveis ​​como energia renovável, agora favorece uma iniciativa mais ampla.

O plano, centrado em cinco pontos-chave, busca reduzir cerca de três quartos das emissões de carbono da empresa, criando o que chama de "matriz de energia 100% limpa". Isso inclui a substituição de todos os equipamentos de produção subterrânea por veículos elétricos e máquinas. Também envolve a participação na busca por novas fontes de energia limpa, como o hidrogênio verde.


A Codelco, que transfere todos os seus lucros para o estado, também se comprometeu a reduzir sua pegada hídrica em mais da metade dos níveis atuais. O elemento vital tornou-se um pomo de discórdia para os planos de expansão da mineradora e de várias outras empresas, principalmente produtoras de lítio.

A maioria das minas do Chile está localizada no deserto do Atacama, o mais seco do mundo, onde uma prática abandonada de tirar água da salina deixou a área praticamente sem água.

Em termos de redução de resíduos industriais, a mineradora disse que começará reciclando 100% dos pneus e aumentará a reciclagem de resíduos sólidos industriais não perigosos, como aço, madeira, materiais de embalagem, resíduos orgânicos e sucatas.

O plano da Codelco também cobre a estabilidade física e química de seus depósitos de rejeitos.

Metas e prazos definidos

Os avanços em cada uma das metas traçadas serão medidos com indicadores de desempenho específicos e estão associados a business cases específicos que envolvem todas as áreas operacionais, disse a Codelco.

“Estamos assumindo nosso propósito de empresa para fortalecer o desenvolvimento sustentável do Chile e do mundo, com metas e prazos definidos”, disse o CEO Octavio Araneda em comunicado.

A ação da influente gigante do cobre poderia, se bem-sucedida, abrir caminho para padrões de sustentabilidade mais significativos em toda a indústria para o comércio de mineração de cobre historicamente altamente poluente, disseram analistas.

A mineradora sediada em Santiago observou que implementaria uma nova estratégia de integração para gerar valor social. Parte desse esforço inclui o aumento de 30% na aquisição de bens e serviços de fornecedores locais, favorecendo a mão de obra local e fortalecendo a educação mineira.

A última oferta da Codelco para aproveitar a onda da sustentabilidade ocorre em meio à crescente pressão global de governos e grupos ambientais sobre as mineradoras.

Os clientes também estão exigindo produtos com menor pegada de carbono, já que evidências científicas crescentes apontam para as emissões como os principais responsáveis ​​pelas mudanças climáticas.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2021 Student Chapter / Society of Economic Geologists / USP