• Mining.com

Glencore está em negociações para o fornecimento de níquel com fabricantes de baterias para VEs



A mina de níquel da Glencore no Canadá. (Imagem da Glencore.)

A mineradora global e trader de commodities Glencore está perto de garantir acordos de fornecimento de níquel com montadoras e produtores de baterias em meio a um aperto no mercado e a recente convocação do CEO da Tesla, Elon Musk, para que as mineradoras produzam mais do metal.

“Muitas pessoas do setor automotivo e de bateria estão falando conosco sobre o níquel”, disse o presidente-executivo Ivan Glasenberg durante o Financial Times Mining Summit.

A empresa suíça fechou um acordo com a Tesla no início deste ano para fornecer o cobalto necessário para duas novas fábricas de automóveis.

A Glencore já é a principal fornecedora de cobalto para a montadora alemã BMW. O metal, um componente chave para os cátodos das baterias para VEs, é enviado da operação de níquel-cobalto da mineradora Murrin Murrin na Austrália. A empresa também possui minas de níquel no Canadá e na Nova Caledônia e uma refinaria na Noruega.

No ano passado, a empresa produziu 121.000 toneladas de níquel e vendeu 181.000 toneladas por meio de marketing.

O níquel pode ajudar a colocar mais energia nas baterias e permite que os produtores reduzam o uso de cobalto, que é mais caro e normalmente tem uma cadeia de suprimentos menos transparente.

Equilíbrio apertado

A demanda por níquel deve aumentar nos próximos anos, à medida que empresas como Tesla e Volkswagen aumentam suas linhas de modelos elétricos. Em julho, Musk prometeu um contrato "gigante" para os mineradores que produzem o metal de "forma ambientalmente sustentável".

Musk disse no mês passado que sua empresa esteve em contato com vários produtores de níquel, sem identificar as empresas. A gigante da mineração BHP e a brasileira Vale estão entre elas.

A capacidade de produção da bateria da Tesla deve aumentar 570% na próxima década, para 248 gigawatts horas, de acordo com a consultoria Benchmark Mineral Intelligence. Um GWh de capacidade da bateria é suficiente para cerca de 18.000 VEs em média.

Analistas e agentes da indústria esperam que o mercado de níquel para baterias esteja em um equilíbrio apertado nos próximos dois a três anos, conforme a demanda dos produtores de baterias de íon-lítio aumenta. Alguns prevêem um déficit “significativo” já em 2023, quando os preços do níquel começam a se recuperar.

“A demanda de níquel crescerá significativamente devido às baterias e à temática de VE, e isso aumentará os preços do níquel”, disse o CEO da BHP, Mike Henry, em uma entrevista no início deste ano.

O níquel caiu para uma baixa de 14 meses de $ 10.865 a tonelada CMNI3 em março, recuperando-se desde então para $ 15.353. Ainda é cerca de 10% menor do que os preços alcançados em setembro do ano passado, quando o níquel foi negociado em picos de cinco anos.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2021 Student Chapter / Society of Economic Geologists / USP