• Mining.com

Alrosa vê aumento na demanda de diamantes em 2021


Alrosa está combinando suas instalações de corte e polimento em um. (Foto: Dmitry Amelkin, Diretor de Transformação da Divisão de Polimento da Alrosa. Cortesia da Alrosa | Twitter.)

A Alrosa, maior produtora de diamantes do mundo em produção, tornou-se o mais recente ator da indústria a sinalizar uma melhora na demanda global por pedras preciosas.

A mineradora estatal russa disse que as vendas cresceram mais de três vezes no quarto trimestre de 2020 para 17 milhões de quilates, incluindo 12,2 milhões de quilates de diamantes de qualidade.

Apesar da redução da produção e da falta de comércio de diamantes no primeiro semestre do ano, a empresa conseguiu vender 32,1 milhões de quilates em 2020, principalmente graças ao aumento sazonal no quarto trimestre. Mesmo assim, a receita de vendas no ano caiu 16%, para US $ 2,8 bilhões.

“No final do ano, a demanda por diamante bruto estava forte e estável, impulsionada por uma política de vendas equilibrada dos principais produtores de diamantes que buscam atender à demanda real”, disse Alrosa.

Os varejistas registraram fortes vendas online durante as festas de fim de ano nos EUA e o comércio continua movimentado antes do Ano Novo chinês, observou a mineradora.

As fábricas de corte na Índia voltaram aos níveis de produção polidos de até 90% da capacidade, subindo para 100% no início deste mês, acrescentou.

O governo russo disse no ano passado que estava considerando comprar alguns dos diamantes da Alrosa para apoiá-la.

“No momento, as condições de mercado nos permitem ainda não pensar nessa opção para a empresa. Mas entendemos que tal opção está disponível caso haja necessidade”, disse Alrosa.

Como seus pares, incluindo a De Beers da Anglo American, a Alrosa se concentrou em uma estratégia de "preço sobre volume" em 2020. A mudança buscou reduzir os estoques no setor de corte e polimento, a maioria dos quais estão localizados na Índia.

Os dois maiores produtores tradicionalmente buscam manter qualquer corte de preço privado para evitar um efeito dominó na cadeia de abastecimento. Tanto a Alrosa quanto a De Beers, a mineradora de diamantes nº 1 do mundo em valor, abriram uma exceção em 2020 às suas regras de vendas habituais para lidar com os efeitos das restrições pela covid-19.

A De Beers aumentou os preços dos diamantes em dezembro pela primeira vez desde o surto de pandemia global, sinalizando uma crescente confiança em uma recuperação da indústria em dificuldades.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2021 Student Chapter / Society of Economic Geologists / USP