Arábia Saudita pretende aumentar o investimento com lei minerária


Empresa de mineração da Arábia Saudita Projeto Ma'aden Wa'ad al Shammal Fosfato - Imagem de Jacobs.


ATUALMENTE SAUDI MAADEN É O ÚNICO MINERADOR DO REINO, PRODUZ OURO E COBRE


O gabinete da Arábia Saudita aprovou na terça-feira (30/06) uma nova lei de mineração que visa acelerar o investimento estrangeiro no setor, como parte dos esforços para diversificar sua economia dos hidrocarbonetos.

A nova lei facilita o acesso dos investidores ao financiamento e apoia as atividades de exploração e pesquisa geológica, disse à agência de notícias estatal SPA, citando o ministro de mineração e indústria, Bandar Alkhorayef.

"Isso ajudará a atrair investidores locais e estrangeiros e, eventualmente, aumentará a participação do setor de mineração no produto interno bruto (PIB)", acrescentou.

O governo da Arábia Saudita pretende mais que triplicar a contribuição desse setor para a produção econômica do país e criar mais de 200.000 empregos diretos e indiretos no setor até 2030.

Os esforços de Riyadh para construir uma economia que não depende amplamente de subsídios do petróleo e do estado envolvem uma mudança em direção à mineração de vastas reservas inexploradas de bauxita, a principal fonte de alumínio, além de fosfato, ouro, cobre e urânio.

Em 2019, a Arábia Saudita criou um ministério independente da indústria e dos recursos minerais, separando-o do ministério da energia.

O ministério da energia estima que os recursos minerais não utilizados do reino sejam avaliados em 5 trilhões de riais (US $ 1,33 trilhão).

Em abril, o gabinete aprovou a criação de uma empresa estatal de ações para serviços de mineração.

Atualmente, a Saudi Ma'aden é a única mineradora do reino, produzindo ouro e cobre e, nos últimos anos, expandiu-se para a produção de alumínio e fosfatos. Possui 65% do Fundo de Investimento Público do reino.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2020 Student Chapter / Society of Economic Geologists / USP