OURO - Preço pode chegar a US$ 2 mil/onça


O CEO da AngloGold, Kelvin Dushnisky, afirmou em teleconferência que os preços do ouro podem chegar a US$ 2.000/onça, enfatizando que a empresa não depende do preço do ouro atingindo tais alturas para continuar viável. "Dada à flexibilização quantitativa que estamos vendo, a probabilidade de as taxas de juros serem menores por mais tempo e todos esses fatores se juntarem, acho que há todas as chances de que o preço do ouro possa exceder US$ 2.000/onça. Isso não seria uma surpresa", disse Dushnisky.


A companhia pode aumentar os dividendos, uma vez que uma queda inesperada dos preços mais altos do ouro compensa as perdas de produção da pandemia, disse o CEO. A AngloGold tem uma política de dividendos de pagar 10% do fluxo de caixa livre antes do crescimento do capital, e as margens devem aumentar à medida que a empresa gerar fortes fluxos de caixa operacionais com um preço mais alto do ouro.


Dushnisky também disse que a venda do portfólio sul-africano da empresa à Harmony Gold fez um excelente progresso, com a aprovação incondicional da disputa. A empresa também decidiu não vender sua mina Cerro Vanguardia na Argentina, acreditando que pode obter mais valor para os acionistas, desenvolvendo seu potencial restante.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2020 Student Chapter / Society of Economic Geologists / USP